quinta-feira, maio 20, 2010

O tic tac do relógio AHA!

Humanidade

Hoje, dia 20 de maio do ano de 2010, em meu trabalho de todos os dias, atendi a uma pessoa
que se queixou comigo de seus problemas. Em meio a esta conversa ela disse-me o seguinte: "estou passando por um pedaço de vida!"
Há anos que eu não ouvia algo do tipo, dessas expressões do tempo de minha avó, mas comecei a refletir sobre ela e resolvi escrever.
Resolvi escrever sobre os espaços de tempo em nossa vida, sobre as dificuldades enfrentadas a cada dia. Mas creio que no fim deste texto, vou lê-lo e verei que não era nada doque eu queria escrever
e sim apenas o que meus dedos transferiam a uma tela ao deslizarem sobre o teclado do computador.
Pois bem, vamos lá.
Tentei me lembrar de alguns problemas que havia enfrentado, mas nada vinha a memória, creio que hoje não seja um bom dia para os problemas.(ainda bem)
Oque consegui foi simplismente focar meus pensamentos no texto, em letras e palavras.
De certa forma não foge a idéia de pasagem do tempo. Como todo tempo este tempo de dedicação a formação de idéias transcritas em frases passa.
E é nisto que consiste a vida, em sua sutil ou intensa viagem neste mundo onde coisas se tornam importantes pelo valor que as damos.
E talvez sejam exarcebados estes valores, mas não importa, coisas importam a cada um como cada qual.
E isto não evitará que o relógio continue com seu tic tac e suas GONDOLADAS que nos dispertam, devemos é aproveitar este momento de dispertação
para vivermos com fé em nós mesmos, com orgulho daquilo que nos tornamos, sem arrependimentos. Ainda que não sejamos quem sempre quisemos ser,
e não faz mal, vivemos mais de uma, podemos sempre recomeçar em algum ponto que nos leve a um novo embarque ou desembarque.
Creio que esteja ficando bem comum este texto, bem clichê mesmo, não é um tema que arranque suspiros de belas donzelas ou faça marmanjos mudaram sua rotina.
No entanto seja talvez uma forma de passar o tempo num pedaço da vida.

Éh, achu que ficou bom . =)